ALCANÇANDO NOVOS NÍVEIS ESPIRITUAIS

 

https://images.app.goo.gl/p397JkwseTFnoMrv6

 

DEUS TE DARÁ EXPERIÊNCIAS ESPIRITUAIS EM CENÁRIOS RUINS

 

Uma reflexão sobre Ezequiel capítulos 40 e 47, texto sagrado disponível em:  https://www.bibliaonline.com.br/acf/ez/40 .

Ezequiel significa: “Deus me defende” e era um homem,  filho de um sacerdote, chamado Buzi.

Ezequiel pertencia à tribo de Levi e por tradição se tornaria um sacerdote também aos 30 anos.

Foi um homem criado em Judá e levado para Babilônia como escravo quando tinha aproximadamente 25 anos.

Assim, antes de ser consagrado sacerdote, viu tudo mudar, foi levado como escravo, cativo e não teve essa oportunidade, viu seus sonhos parecerem desmoronar.

Muitas vezes, tudo o que se vive e se projeta indicará que o caminho será direcionado para uma situação futura de certeza, entretanto, quando algo inesperado alheio à vontade acontece, pode ser que tudo mude.

Interessante é notar que chamada de Ezequiel começa dentro de um cativeiro babilônico, porque Deus não se limita à geografia humana, Ele não precisa que você se apresente em condições perfeitas e agradáveis para te usar e realizar coisas grandiosas em sua vida.

Na verdade, as pedras no caminho, a mudança de rota, o cenário de fracasso, o momento de prejuízo, de dor, de luta, trouxe a Ezequiel um chamado profético de excelência.

No capítulo 1 é possível contemplar esse homem à beira do rio Quebar, tendo uma visão profética aberta.

Estudos teológicos chegam a dizer que ele tinha transtorno mental, tamanha a grandiosidade e o nível espiritual das visões de Ezequiel.

Imagine a cobrança do povo dentro do cativeiro, junto com ele, filho de um sacerdote.

O povo cobrava entendimento sobre aquele momento, sobre o chamado desse homem e sobre as promessas de Deus, uma vez que estavam sendo afligidos.

A tendência humana é realizar cobranças ao criador e aos homens de Deus nos momentos de dor e crise.

Os capítulos escolhidos trazem uma experiência com Deus, logo após Deus ter dado a Ezequiel uma visão de um cemitério de ossos secos, no capítulo 37, disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/acf/ez/37, onde havia um exército morto e ossificado, simbolizando o povo de Israel, afastado de Deus.

O cenário era de morte.

https://images.app.goo.gl/eK7TPJJHATQRdxQX9

 QUANDO SE ESTÁ PASSANDO PELO VALE, O QUE VIRÁ?

Deus o leva ao Monte, a um lugar alto, “à boca do céu”, para dar a visão e para que ele anunciasse  ao o povo de Israel aquilo que ele estava vendo.

Muitas vezes Deus te levará ao lado de fora de uma situação para aprender com os erros de outras pessoas.

No vale de ossos ele é obrigado a falar, a profetizar e então ver os ossos se ajeitarem, se moverem, se ajuntarem, ele vê um reboliço acontecer quando profetiza.

Entretanto, agora, no capítulo 40, na nova fase do chamado dele, é orientado a ver e escutar.

Muitas vezes Deus nos deixará passar por momentos que não serão mais para falar, mas para apenas enxergar e escutar o que Ele fará.

Ezequiel então se depara com a primeira visão de recomeço: um Homem com a cor do bronze, na porta de um templo, o homem com uma cana de medir e um linho em suas mãos, o que possivelmente seria semelhante a uma trena de medição, nos dias de hoje.

No capítulo 47,  disponível em: https://www.bibliaonline.com.br/acf/ez/47 ,vemos que Ezequiel teve que voltar à porta do templo, ou seja, há uma palavra de recomeço.

Aquele que passou pelo vale agora irá recomeçar.

No vale, esse homem aprendeu a ser profeta, a falar, a dar ordem ao mundo natural e ao mundo espiritual.

Em vales e momentos de dor, Deus lhe capacitará para grandes vitórias e abrirá seus olhos espirituais.

https://images.app.goo.gl/pxeNgxCxXwxregd57

É HORA DE RECOMEÇAR, PARA ONDE IR?

Assim, no momento de recomeço ele vai para a porta do templo, onde estava esse homem de bronze, e esse homem o conduz para dentro das águas que jorram desse templo e vai realizando medições diante de Ezequiel, à medida que entram juntos.

Há o relato de águas inicialmente nos tornozelos, joelhos e depois subindo para os lombos.

Todo recomeço exigirá se achegar ao templo, buscar a presença de Deus, esse é o início de uma fase vitoriosa.

O quanto se está disposto a entrar e avançar nas águas do Espírito Santo de Deus? 

Quando as águas começam a bater no tornozelo, é aquele momento em que você se achega ao Reino, completamente baseado no que sente, começa a ser alimentado, a se fortalecer e tem toda a comodidade da condição de retroceder.

Então você é levado por sua sede de mais de Deus para um novo nível, quando as águas já começam a bater nos joelhos.

Nesse momento se começa a experimentar uma vida de oração, é o momento em que começa a sentir que precisa tomar decisões importantes, porque o temor de Deus já o convenceu que é necessário se posicionar, seja para avançar ou para retroceder de vez.

Quando se decide a ter água nos lombos, há dificuldade extrema para se movimentar e a tendência fortíssima é de ser levado pelas águas e também de perder o equilíbrio.

É nesse momento em que você começa a ter mais de Deus e menos de você, é deixar suas vontades, do seu coração enganoso, para ser sensível á voz de Deus e ser guiado por Ele.

Quando a água não dá mais pé, como não se afogar? Quando a unção toma conta, como não ser sufocado e sucumbir?

Somente a nado, somente na mesma direção das águas, somente dando braçadas no sentido da correnteza, somente flutuando, remando junto com o sobrenatural, cooperando coma graça.

Chega-se a um momento em que é tudo aquilo que Deus te deu e um pouco, quase nada do que é seu.

Você se torna apenas instrumento.

No texto sagrado o homem leva Ezequiel de volta à porta do templo.

Interessante é que à medida que vai iniciando a sua caminhada espiritual, Deus o leva ao vale e o ensina  a ser profeta e a dar ordem ao Espírito em nome do Senhor, entretanto quando Deus quer subir Ezequiel de nível espiritual, o leva ao templo, porque sem a Igreja, sem a sua vida devocional cultuando a Deus, você não poderá tocar o nível mais profundo do sobrenatural.

https://images.app.goo.gl/7krBe1Lf2ZYLfKJSA

QUANDO A ALEGRIA CHEGA E OS PROJETOS FLORESCEM

Quando Ezequiel experimenta tudo e muda, ele é reconduzido para as margens do rio.

Nessa margem desse rio que ele conheceu, em seu pior momento,  já existem agora árvores e peixes.

Ele vê que aquele rio vai descendo e passando pelo deserto, esse deserto é o mar morto, onde a água vai descendo, vai ficando saudável e tudo vai revivendo.

Tudo aquilo que é sal, que é bloqueio, vai caindo por terra e se tornando vivo e próspero.

Deus exigirá de alguém somente o sim e a disposição, coragem de avançar para níveis mais profundos.

Ele quer retirar os bloqueios e irrigar seus projetos com água capaz de dar vida a tudo o que você planejou.

Tenha consciência que todo recomeço e avanço de nível, frutificação de um projeto, exigirá um processo em que você ganhará autoridade espiritual para vencê-lo.

Nayara Romagnoli

 

 

1 comentário em “ALCANÇANDO NOVOS NÍVEIS ESPIRITUAIS”

  1. Amada, que prazer ter uma amiga com uma intimidade tão grande com Deus e de uma inteligência inigualável.
    Você é muito especial!!
    Te desejo muita luz na sua caminha e muito sucesso!

    Obrigada por existir na minha vida.
    Agradeço a Deus por me presentear com uma filha tão amada dele. 🥰♥️🙏🏻🦋

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *